Skip to main content

Como Contratar Um Ótimo Programador Mesmo Não Sendo Um

Para começar, é preciso deixar muito claro que é extremamente difícil encontrar um ótimo programador se você não for um. Muitos dizem que é até impossível para alguém que não tem um background de programação.

Paul Graham comentou sobre a impossibilidade dessa tarefa quando falou sobre os 18 erros que acabam com as startups:

Bom, como contratar bons programadores se você não é um programador, então? Acho que não existe uma resposta. Eu diria que seria necessário encontrar um bom programador para te ajudar a contratar essas pessoas. Mas se você não é capaz de reconhecer bons programadores, como iria fazer isso?

Se você não trabalha com programação, a tarefa de saber o que procurar nos programadores que você quer contratar se torna difícil. Os candidatos podem dizer que têm habilidade em Ruby, C++ ou Python , mas se você não sabe quase nada sobre codar, não existe uma maneira de verificar essas afirmações.

Esse guia não vai resolver todos esses problemas, mas pode te dar ideias de por onde começar se você precisa encontrar um bom programador, mesmo não sendo um.

1. Converse com amigos que são bons desenvolvedores

Se você não tem um background em programação, tente encontrar alguns amigos que sejam desenvolvedores para te dar direções. Pergunte sobre o processo de contratação, perguntas interessantes para fazer na entrevista e sobre quais respostas específicas buscar. Isso pode te dar mais confiança para enfrentar a primeiras rodadas de entrevista sozinho – mas tente ter um ou dois programadores para te ajudar nas próximas rodadas. Assim que você começar a fazer perguntas mais técnicas, vai ser necessário ter alguém por perto que entenda do assunto.

O que perguntar

Para começar, aqui estão algumas perguntas interessantes para os estágios iniciais do processo de contratação de programadores:

1. Me conte um pouco sobre você e um projeto recente no qual você esteve trabalhando. Essa pergunta vai te ajudar a conhecer o candidato um pouco melhor. Você pode ouvir um pouco sobre um trabalho recente e sentir a paixão e dedicação do candidato pelo que faz.

2. Quais são os seus outros compromissos com horário? Dependendo do tamanho e da complexidade do seu projeto, você vai preferir contratar alguém que vai ter tempo para se dedicar.

3. Você se considera um desenvolvedor, um product manager ou ambos? A resposta ideal aqui geralmente é “ambos”. Mas a pergunta serve para avaliar também as forças e as fraquezas de cada candidato comparado ao time que você já tem ou está planejando criar. Product managers são ótimos para ajudar no design de novos features e interfaces, mas você também vai precisar de um número suficiente de desenvolvedores para seguir direções e desenvolver o que for demandado.

4. Como você lideraria um time de programadores? Essa questão vai ajudar a avaliar o estilo e as habilidades de liderança do candidato.

5. Seja direto e transparente em relação às suas expectativas. Questões como compromisso com o tempo esperado, extensão do projeto e metas são coisas importantes a se deixar claro para os candidatos. Da mesma forma você está avaliando se o candidato se ajustaria à sua empresa, eles estão avaliando como a sua empresa se ajustaria a eles.

2. Encontre desenvolvedores nos seus habitats naturais

Você não pode esperar que vá esbarrar com um ótimo programador por aí – programadores experientes, que têm empresas como a Microsoft ou a Google no seu currículo, não vão simplesmente cair do céu. As maiores chances são de que profissionais como esses vão ser muito procurados ou terão ideias de um negócio próprio que querem ir atrás. Você vai ter mais chance explorando locais onde os desenvolvedores passam o seu tempo. Mais efetivo do que ficar tentando caçar esses caras no Facebook.

Hackathons

Os Hackathons são meu programa favorito de caça-talentos. Um Hackathon é um evento onde programadores e desenvolvedores de software se reúnem para o desenvolvimento de um software novo – entre outras atividades geek. A maratona pode chegar a durar semanas. Alguns Hackathons são só educativos ou sociais, mas ainda assim fornecem uma ótima fonte de desenvolvedores de talento. Muitos hackathons possuem focos específicos, e você deveria mirar naqueles que são relevantes para o seu produto.

Plataformas de hospedagem de código-fonte

Sites como o GitHub oferecem um repositório online de códigos onde programadores podem contribuir em projetos privados, baixando o conteúdo e fazendo mudanças no códigos-fonte. Em outras palavras: programadores postam os seus projetos para buscar a contribuição de outros. Você pode aproveitar para dar uma olhada nas amostras do código de um candidato antes de entrar em contato com ele. Se você não tiver experiência com programação, uma opção é pedir para um amigo que tenha te ajudar a procurar por bons candidatos no GitHub.

Universidades

Por mais que você não esteja na pegada de contratar estudantes, essa pode ser uma ótima forma de encontrar devs talentosos. Se você tiver alguns contatos em universidades, peça para eles enviarem um email sobre o seu projeto nos Fóruns de Graduação ou Pós graduação de cursos como Ciência da Computação. Ou, ainda melhor, entre em contato com qualquer professor que você conheça na área e peça para que ele recomende os seus melhores alunos. Muitos estudantes vêm codando há anos e podem ser tão bons quanto programadores cheios de experiência. As Universidades geralmente têm seus próprios hackathons ou competições onde você pode encontrar seus melhores alunos. Quem não quer um profissional premiado no seu time?

Conferências e Meetups

Passe a frequentar o maior número de conferências de desenvolvimento de software possível – aquelas que forem relevantes para o seu projeto. Elas vão estar cheias de palestrantes loucos por esse assunto, começar uma conversa vai ser fácil. Se tiver alguma conferência que você não pode comparecer, cheque a programação online e tente entrar em contato com alguns palestrantes. Se eles não puderem te ajudar pessoalmente, pode ser que te recomendem alguém que possa.

Existem outros pequenos encontros, chamados meetups, onde influenciadores e bons desenvolvedores se reúnem para troca de conhecimento e networking. Esse é um bom lugar para você estar!

Encontre meetups próximos de você ou crie um meetup para se aproximar da ainda mais da comunidade.

Blogs técnicos

Muitos programadores têm o seu próprio blog pessoal ou foram mencionados em blogs de outros programadores. Isso pode ser uma ótima fonte de candidatos com potencial, e ainda permite que você aprenda sobre o candidato antes mesmo de entrar em contato com ele ou com ela pedindo um currículo. Você será capaz de avaliar suas habilidades técnicas e a capacidade de resolução de problemas, escrita e comunicação – tudo em um lugar.

3. Explore plataformas de recrutamento

Se isso tudo parecer coisa demais, existem vários sites que auxiliam na busca de programadores se você não tem nenhuma experiência com programação. No entanto, é bom que você faça algumas pesquisas para encontrar o site que se adequa melhor às suas necessidades. As plataformas de recrutamento são configuradas de maneiras diferentes. Em algumas delas, você vai acabar empacado com um programador fraco ao invés de fazer a contratação dos sonhos.

Se você escolher ir por esse caminho, explore a GeekHunter, uma plataforma que reúne e disponibiliza acesso a incríveis desenvolvedores. Os candidatos da GeekHunter passam por testes de lógica e programação e você pode visualizar seus perfis completos, testes e vídeo entrevista. Além disso, você realiza filtros para encontrar rapidamente candidatos que se encaixam exatamente com a oportunidade da sua empresa.

4. Nunca contrate antes de submeter o candidato a um teste

Se você for extrair apenas uma coisa desse artigo, que seja que você nunca – jamais – deve contratar um programador sem primeiro fazer com que ele passe por um teste de programação. Pode parecer tentador contratar o primeiro programador promissor que aparece – afinal, você quer começar logo o seu projeto – mas jamais faça uma proposta até ter visto o trabalho que o candidato produz.

Geralmente, submeter o seu candidato a testes pode deixar o processo consideravelmente mais longo. No entanto, é difícil desenvolver um projeto bacana se você não souber programar por si próprio. Felizmente, existem recursos como a GeekHunter, que seleciona e disponibiliza somente 5% dos melhores candidatos já selecionados e testados para a sua oportunidade e pode deixar o processo de testes muito mais fácil.

Deixe que a GeekHunter teste os desenvolvedores, corrija suas questões e fique apenas com a tomada de decisão final!

Além disso, criamos um outro conteúdo sensacional com diversas dicas para te ajudar a recrutar o programador certo para o seu time de tecnologia.


Contrate os Melhores desenvolvedores na GeekHunter

Esse conteúdo foi traduzido e adaptado pela GeekHunter.
Conteúdo Original: http://www.huffingtonpost.com/andre-bourque/how-to-hire-a-great-progr_b_7718026.html
Tradução: Cecilia Schmitz

Veja também

Comentários

comentários

Cancelar