Skip to main content

Dicas para gabaritar na entrevista

Grande parte das perguntas dos processos de seleção não entram nas particularidades técnicas ou nos conhecimentos específicos descritos no seu currículo. A maior parte do processo aborda seus conhecimentos e experiência de maneira mais ampla.

Selecionamos algumas perguntas recorrentes em processos de seleção. Tenha na ponta da língua as respostas mais apropriadas ao seu perfil. Assim você estará bem preparado nas próximas entrevistas!

 

Porque você está interessado em trabalhar na empresa XYZ?

 

Mostre que você fez a lição de casa e que pesquisou sobre a empresa. Procure demonstrar seu sincero interesse em trabalhar e assumir uma posição na empresa. Porém, mantenha um tom equilibrado para não aparentar que está exageradamente entusiasmado ou necessitado.

 

Você tem experiência com determinada tecnologia/framework utilizada aqui na empresa?

 

O ponto essencial é ser honesto. Caso você não tenha muita experiência naquela tecnologia em particular seja sincero e objetivo. Coloque foco nas linguagens que você domina e demonstre sua capacidade de aprender rapidamente. Ressalte suas capacidades e habilidades de aprendizado, isso será altamente positivo na avaliação das suas competências.

 

Em quais projetos você está trabalhando no seu trabalho atual?

 

A dica nesse caso é ser conciso. Não seja prolixo e nem cansativo, enchendo o entrevistador com uma história interminável, por mais que te pareça relevante. Seja direto e sucinto, descrevendo resumidamente os pontos mais relevantes dos projetos que você tem se envolvido na sua atuação profissional recente. Se esta é sua primeira experiência profissional, novamente – seja honesto – e descreva suas atividades de trabalhos acadêmicos e projetos particulares.

 

Você tem experiência em liderança?

 

Não limite a sua resposta apenas no âmbito da liderança em projetos de tecnologia. Pelo contrário, apresente quaisquer experiências de liderança que você possa ter tido. Por exemplo, apresente com entusiasmo se você teve papel de liderança em alguma iniciativa de voluntariado, ou comandando pessoas menos experientes no time, ou mesmo sua postura de líder durante os tempos escolares.

Complemente pontuando o tipo de liderança exercida, detalhando o número de pessoas em sua supervisão e a forma como você conduzia as tarefas. Dirija a sua resposta alinhando ao que é esperado para a vaga que você está aplicando.

Do ponto de vista de perfil, liderar uma equipe de voluntariado em alguma ação social pode ter a mesma relevância do que conduzir um time de engenheiros resolvendo um problema de codificação complexo.

 

O que você está esperando em uma nova oportunidade?

 

Seja absolutamente franco. Porém, não embase seu interesse apenas em termos de salário e benefícios.
Obviamente esses são elementos importantes, o recrutador sabe que essas serão variáveis chave no seu processo de decisão. Por outro lado, fale sobre questões referentes ao clima organizacional, empoderamento do processo criativo, a satisfação em atuar resolvendo problemas significativos e com aplicação real.

 

O que atrai você na nossa empresa?

 

Aproveite esse momento para demonstrar ao recrutador que você conhece a empresa e os negócios dela. Alinhe essa resposta com seus objetivos profissionais e/ou pessoais. As suas chances de sucesso crescem quando você consegue se apresentar adaptado em relação às metas, visão e valores da empresa.

Pesquise sobre a cultura da empresa. Aproveite para ganhar pontos durante a entrevista mostrando que você aprendeu e que está em sintonia com a empresa.

 

Quais são seus hobbies fora do trabalho?

 

Nunca responda: “Eu não tenho hobbies”. As empresas gostam de identificar pessoas equilibradas. Isso pode ser apresentado por pessoas capazes de balancear vida pessoal e profissional.

Evite dizer que você é um workaholic sobrecarregado com vastas jornadas de horas extras por dia ou apresentando como um super jogador que emprega todo o seu tempo livre jogando.

Ao invés disso, mostre seu senso de equilíbrio, incluindo vários tipos de hobbies. Mostre a diversidade dos seus interesses, relatando sobre atividades individuais – como leitura, atividades em grupo – como praticante de algum esporte coletivo, ou mesmo comentando brevemente sobre sua vida social, hábitos e preferências.

O que você faz fora do seu ambiente de trabalho resume bastante sobre a sua personalidade e seus skills, servindo de base para definir sua capacidade de adaptação com a equipe. Elabore sua resposta pensando em como agir individualmente e também em grupo, de forma colaborativa, inovativa, com ênfase na resolução de problemas.

 

O que você considera pontos positivos atualmente no seu emprego e ambiente de trabalho?

 

Responda essa questão de uma maneira ponderada. Criticar a tudo e a todos com certeza não é a melhor abordagem. Selecione alguns pontos que você considera bons e exemplifique. O equilíbrio entre a vida pessoal e profissional pode ser bom exemplo.

Procure expor aspectos de desenvolvimento profissional que fariam você aceitar outra oportunidade, em função de progressão de carreira. Se essa é sua primeira experiência profissional, comente sobre suas aptidões e interesses enquanto estudando ou estagiando.

 

Quais ferramentas de gestão e controle de atividades você conhece?

 

Tenha uma resposta estruturada para este tema e seja honesto.Tudo bem se você é old-school e mantém suas atividades anotadas no papel e caneta. Por outro lado, soa bem conhecer ferramentas como Trello, Asana e outras ferramentas de gerenciamento de projeto. Aproveite para descrever a metodologia empregada no processo de desenvolvimento da sua empresa.

 

O que é mais importante quando você está revisando o trabalho de algum outro membro da equipe?

 

Para algumas perguntas não existe certo ou errado, essa é uma delas. Essa pergunta é destinada para testar a amplitude do seu conhecimento e como você conhece o processo como um todo. Por isso, é importante entender o processo de desenvolvimento por completo para articular bem sua resposta.

São muitos os aspectos que podem ser considerados durante uma revisão, por exemplo: legibilidade, clareza, segurança, simplicidade, otimização de recursos, etc. Exponha aqueles aspectos mais relevantes e apresente seu ponto de vista de acordo com o que está sendo exigido para a vaga que você está aplicando.

 

Descreva os processos que você segue no seu trabalho – do início ao fim.

 

Reforçando o óbvio, comece pelo começo. Como a atividade é atribuída e qual a primeira coisa que você faz quando uma atividade é assignada para você?

Crie um mapa mental de todo o fluxo de trabalho, segmentado nas pequenas partes, nas atividades e nos milestones. Vá bem preparado para responder essa pergunta.

Os recrutadores usam essa pergunta para identificar se você tem um processo de trabalho claro e também se consegue se organizar e planejar a execução das atividades, por mais impróprio e caótico que seja o ambiente em que se está inserido.

Estruture esse workflow durante a preparação da entrevista assim você conseguirá argumentar com desenvoltura sobre o seu trabalho.

 

Descreva um projeto que você estava envolvido e que falhou. O que aconteceu? Quais foram suas ações?

 

Use essa questão para mostrar aos entrevistadores que você sabe articular claramente sobre um projeto que fracassou. Pontue o que não funcionou adequadamente, as justificativas e o que poderia ter sido feito diferente. Mostre também as lições aprendidas do que você vivenciou com essas dificuldades. Ninguém é infalível. O importante é compreender os erros e impedir que eles se repitam novamente. Isso demonstra que você reconhece os próprios erros e demonstra a qualidade da resiliência. Resumindo sua capacidade de seguir em frente depois de um tropeço.

 

Qual é o projeto que você teve maior orgulho durante a sua carreira? Porque?

 

Esse é o momento de apontar os projetos ou as iniciativas que realmente foram importante na sua carreira, no seu ponto de vista. Não é necessário ser o criador do Facebook, ostentar genialidade ou grandeza. Você pode mencionar iniciativas mesmo que simples nas quais você foi o autor intelectual e que foram responsáveis por resolver problemas reais.

Confiança e orgulho do trabalho ajudam a enfatizar a resposta. Lembre-se de fundamentar a importância da sua atitude e quais os ganhos gerados para as pessoas e as empresas.

A prática leva a perfeição. Sendo assim, revise essas perguntas que sempre aparecem durante as entrevistas. Faça uma auto-avaliação, contextualizando seu perfil em relação a vaga desejada. Impressione positivamente para sair na frente e conquistar a oportunidade!

 

banner-candidato

Silvio Mendes

Silvio Mendes

Content Manager em GeekHunter
Silvio Mendes

Últimos posts por Silvio Mendes (exibir todos)

Veja também

Comentários

comentários

Cancelar