O (básico) que todo recrutador espera do candidato

Muitas são as dores que aproximam os recrutadores, e isso tem ficado ainda mais claro nos materiais especiais que a Geekhunter tem feito com top RH influencers aqui no blog.

Falta de informação sobre a vaga para a qual aplicam; não saber vender bem o seu peixe e desconhecimento sobre a cultura da empresa são alguns dos escorregões recorrentes dos candidatos.

Daí pensamos:

Daria até para fazer um checklist, um mini roteiro para ajudar os recrutadores a mostrarem de forma prática aos candidatos como se preparar para tirar o máximo proveito dos processos seletivos!

Foi assim que, a partir da troca de experiências de duas de nossas colegas da Geekhunter, a Larissa Vieira, People Management, e a Gabriella Ermes, Farmer, surgiu este checklist com o básico que todo recrutador espera dos candidatos que aplicam para as vagas.    

São 4 itens que podem mudar completamente o resultado da seleção:

1- Informe-se:

Colete informações sobre o cargo

Em vários momentos os job descriptions, as descrições de vagas, não trazem informações suficientes, ok. Esse é realmente um dos grandes desafios do recrutamento. Busque informações sobre o objetivo da vaga e sobre quais são as atividades a serem desempenhadas.

Como isso pode ajudar?

Como isso pode ser feito?

  • Perguntas ao longo do processo seletivo (para o RH ou para os gestores que participam do processo)
  • Conversas com colaboradores
  • Pesquisa no site da empresa, etc.

2 – Evidencie o que tem de melhor:

Enfatize o que você tem de melhor em relação à oportunidade. Não só em relação à apresentação do seu currículo, mas também em relação à sua experiência.

Como isso pode ajudar?

  • É uma excelente forma de mostrar o valor e relevância do candidato para o job.

Como isso pode ser feito?

  • Por meio de conversas e testes. Os testes falam por si só. É preciso preparo, mesmo que se domine o assunto. O excesso de confiança é traiçoeiro!
  • Levar exemplos de situações que viveu, que mostram que você realmente possui aquelas características importantes para a função.

3 – Entenda a empresa:

Colete informações sobre a empresa, especialmente missão, visão e valores.

Muito do processo seletivo se fundamenta em fit cultural e adesão de valores. Afinal, como trabalhar guiado por um propósito no qual não se acredita, não é mesmo?

Como isso pode ajudar?

  • Evidenciar o DNA da empresa
  • Revelar o alinhamento do profissional com esse DNA
  • Ser revertido em pontos extras para o candidato, já que avaliadores apreciam quem chega bem informado sobre a empresa

Como isso pode ser feito?

  • Pesquisar o site da empresa.
  • Visitar a plataforma Lovemondays
  • Conferir a página corporativa no Linkedin

4- Organize-se:

Mantras do candidato:

  • não se atrasar
  • se organizar
  • estar preparado para imprevistos, antecipar-se e ter um plano B

Conclusão:

Vimos que o recrutador não espera do candidato nenhum bicho de sete cabeças. O que ele mais quer tem a ver com curiosidade, proatividade, preparo e organização.

Resumindo, tem a ver com detectar interesse genuíno de quem está aplicando para a vaga de fazer parte do projeto ou time. Quem chegar em uma entrevista guiado por esses 4 pontos que vimos no post, já sai na frente.   

E você?

Se pudesse entregar um manual com antecedência aos candidatos, antes de cada entrevista de emprego, que outros pontos incluiria?

Veja também

Comentários

comentários