Skip to main content

Passos para iniciar a sua carreira de desenvolvedor na linguagem Python

Há algum tempo, enquanto me aventurava para desenvolver um sisteminha em FPGA para um projeto de faculdade, meu irmão fascinado em me ver virar noites trabalhando perguntou por onde começar a programar. Ele devia ter uns 13 anos na época, e a minha resposta não poderia ser outra: Python, é claro!

Eu já havia cruzado com a linguagem algumas vezes para coisas simples e sabia da boa reputação entre universitários recém admitidos e estudantes secundaristas justamente pela sintaxe simples, excelente documentação, imensa comunidade compartilhando códigos e dicas, além da versatilidade que só Python oferece (que o diga Google e Youtube, por exemplo).

Bolei um pequeno guia para começar a se aventurar na linguagem, e logo ele já estava fazendo suas primeiras aplicações.

Instalando Python

Se você utiliza alguma distribuição Linux, como Fedora, Ubuntu ou OpenSUSE (ou se você usa o Mac OS X), a boa notícia é que provavelmente o Python já esteja instalado. Para confirmar, abra um terminal (konsole, para KDE ou gnome-terminal para Gnome) e simplesmente digite “python” (sem aspas) que o interpretador Python irá iniciar.

Por outro lado, se você trabalha com Windows, a má notícia é que ele não está instalado nativamente. Todavia, você pode visitar este site e baixar a última versão. Você encontrará, neste site, duas versões, a 2.7.x (mais recomendada, haja vista que muitas ferramentas e frameworks são compatíveis somente apenas com essa versão) e a 3.5.x.

Após a instalação, ainda será necessário configurar a variável PATH do sistema. Vá ao Painel de Controle, digite “variáveis de ambiente” no campo de pesquisa e clique em “editar variáveis de ambiente para sua conta”. Entre na seção: “variáveis de usuário” clique na variável PATH ou crie uma com este nome; por fim, no campo “valor da variável”, digite: “;C:\Python27” (sem aspas) no final do texto já escrito no ato da abertura. Pronto, agora para ter certeza de que o Python está lá, é só ir ao menu Iniciar, digitar cmd e, ao abrir o prompt de comando, digitar Python! Ele estará pronto para o trabalho!

Com o ambiente configurado, é possível começar a programar em qualquer editor de texto, mesmo o Bloco de notas ou o TextEdit; no entanto será muito mais fácil utilizar um editor especializado. Existem editores gratuitos como o Notepad ++ e Pspad (Windows), o Dreampie (Linux) e o TextWrangler (Mac). O Sublime Text também é um ótimo editor multiplataforma para quem também planeja programar em outras linguagens, e o PyCharm conta com bibliotecas de suporte mais robustas e pode ser utilizado gratuitamente por estudantes. No final, tirando algumas funções mais elaboradas, é mais uma questão de gosto ou a qual software você se adapta melhor.

Iniciando a inserção de códigos no interpretador

Para imprimir qualquer texto na linha de comando, basta digitar print seguido de um texto entre aspas. Ex.:

>>> print "Testando Python!" #use print('Testando Python') para a Python3
Testando Python!

Interessante observar também que o interpretador Python pode ser usado como calculadora:

>>> 3 + 8
11
>>> 9 * 5
45

Assim como em outras linguagens, alguns comandos são idênticos ao de outras muitas linguagens, como If (condicional) e while (repete uma sequencia de comandos enquanto uma dada expressão booleana é avaliada como verdadeira).

Praticando códigos ou exercícios

Quer melhorar sua codificação em Python ou dar os primeiros passos no assunto? Então dê uma olhada no repl.it, um tutorial com códigos online à disposição de quem quer conhecer o ambiente, de forma simulada, antes de ir para o universo real do Python.

Quer um local em que sejam concentradas documentações, informações compartilhadas de programadores e dicas de exercícios para iniciantes? Em http://wiki.python.org.br/, você terá acesso a tudo isso, obrigatório a quem ainda não tem muita familiaridade com essa linguagem multiplataforma. A comunidade é grande, então é fácil encontrar material de qualidade online. O Dive Into Python também reúne diversas informações em um só lugar, além de explicar as diferenças entre as versões 2 e 3 da linguagem.

Há ainda um livro bastante famoso, que auxiliou milhares de programadores a iniciarem suas codificações em Python. “Learn Python the hard way” pode ser lido on-line e traz funções, variáveis, linhas de codificações e os exercícios mais importantes para você ficar profissional no assunto!

Vantagens de programar em Python

  • Multiplataforma;
  • Orientada a Objetos;
  • Sintaxe objetiva e de fácil compreensão;
  • Abundância de documentação;
  • Linguagem de Alto Nível;

Em tempo, Python também é considerada a melhor para crianças e iniciantes no infográfico da Carlcheo, e também possui uma das melhores médias de salários entre linguagens no exterior.

E você, já programou em linguagem Python? Conte pra nós como foi sua experiência!

banner-candidato

Veja também

Comentários

comentários

Cancelar