Skip to main content

Tecnologia de RH em 2018: Dez Rupturas Que Estão Por Vir

Há quase 20 anos eu venho atuando como analista do mercado de RH Tech e nesse ano as coisas estão mudando mais rápido do que nunca. Neste artigo trarei um resumo das 10 maiores mudanças que estão acontecendo no momento.

1) Uma intensa mudança de “automação” para “produtividade”

Por muitos anos o foco da tecnologia no RH estava em automatizar e integrar práticas do RH. Isso significava folhas de pagamento online, manutenção de registros, gestão de aprendizagem, coleta de currículos, entrevista e contratação, avaliação, análise de performance, compensação, etc. Bom, isso tudo é importante, mas segue apenas o habitual agora.

Uma ampla gama de Softwares para Recursos Humanos na nuvem e fornecedores de folha de pagamento estão no mercado e você ganha muito pouco crédito por “automatizar” o RH. (Claro, você é penalizado caso não automatize). A pesquisa de RH de Alto-Impacto (RHAI) mostra que aproximadamente 45% das empresas ainda estão focadas em processos básicos de automação, então é compreensível que isso ainda esteja no topo da nossa lista.

Mas além da automação, conforme o artigo de RHAI discute, a grande questão nos negócios hoje é a produtividade. Nós agora estamos trabalhamos em organizações ágeis, centradas no time e estamos sobrecarregados com coisas demais para fazer. Exaustão, foco e engajamento dos funcionários são todos problemas e nós agora estamos lidando com e-mail, enviando mensagens de muitos sistemas diferentes e uma infinidade de ferramentas de comunicação que sobrecarrega a maioria.

2) Aceleração de Softwares para Recursos Humanos e Soluções de Cloud HCM, Mas Não O Centro De Tudo

Nos últimos cinco anos, Softwares de Recursos Humanos na nuvem se tornou uma fúria. Eu poderia listar mais de duas dúzias de fornecedores altamente bem sucedidos que oferecem Softwares para Recursos Humanos, folha de pagamento e muitos serviços de administração na nuvem. E na maioria dos casos eles estão oferecendo soluções financeiras e outras ERPs também. Então a questão para a maioria das empresas não é mais “se” você muda para a nuvem, mas sim “quando” e “como”.

Bem, é mais complicado do que parece. Apesar destas soluções de rápido amadurecimento, apenas cerca de 40% das empresas usam soluções de HCM em nuvem hoje e minha experiência com empresas grandes é que a migração geralmente leva de 2-3 anos ou mais.

Então nós ainda vamos estar “migrando para a nuvem” durante um certo tempo e a decisão de qual fornecedor selecionar vai longe. Na verdade, a maioria das empresas ponderam a decisão do seu fornecedor por meses (ou anos), e sentem que a decisão irá gerar um impacto radical em toda sua população de funcionários.

3) Gestão de Performance Contínua É Aqui: E Você Deveria Se Conformar Com Isso

Gestão de performance contínua é possível, funciona e pode transformar sua empresa. Nós não estamos falando em eliminar classificações, mas sim sobre construir um processo novo, contínuo para estabelecimento de meta, coaching, avaliação e feedback.

Apesar do tremendo sucesso dos fornecedores de nuvem HCM no mercado, a maioria não tem uma solução total para esse problema. Então você vai estar comprando novos produtos para solucionar esse problema, e essas novas ferramentas “centradas na equipe” tendem a se tornar os futuros líderes no mercado HCM do futuro.

4) Feedback, Engajamento e Ferramentas de Análise Reinam

Apenas há alguns anos atrás, o mercado de pesquisa de engajamento era um local robusto porém adormecido. Hoje ele se tornou um mundo dinâmico de sistemas de pesquisa em tempo real, softwares de análise de opinião, ferramentas de análise de rede organizacional (ARO) e produtos que pedem feedback aos seus colegas automaticamente para te fornecer um coaching em tempo real.

E ferramentas de feedback abertas estão crescendo novamente, dando aos funcionários diversos novos lugares para comentar no local de trabalho. Uma nova área de crescimento é a explosão de sistemas transparência paga e agora estão realizando contribuição colaborativa e realizando ferramentas de benchmarking para te ajudar a “encontrar seu valor” através de feedback aberto e benchmarking.

5) Reinvenção da Aprendizagem Corporativa

Uma gama de ferramentas de aprendizado corporativo finalmente chegou, e as empresas estão adquirindo elas rapidamente. Nelas estão inclusas as “plataformas de experiência”, uma nova gama de “plataformas de micro-aprendizado”, sistemas de LMS modernizados, e sistemas de inteligência artificial para recomendar aprendizado, encontrar aprendizado e entregar aprendizado.

O aprendizado baseado em realidade virtual agora está vivo e, bem, eu espero ver tecnologias mais e mais eficientes nos ajudando a encontrar “exatamente o que precisamos” ao longo das linhas do suporte de desempenho. E agora você pode comprar sistemas que permitem funcionários publicarem e compartilharem conteúdo sem esforços maiores da sua parte.

6) O Mercado de Recrutamento Está Prosperando Com Inovação

Recrutamento é o marketplace mais extenso em RH. Empresas gastam bilhões em recrutamento todos os anos e isso se tornou uma guerra escalável para a marca empregadora, candidatos, experiência dos candidatos, e suprimento estratégico.

Recrutamento de alto volume (hospitalidade, serviços, saúde, varejo) está sendo automatizado através de chatbots e outras ferramentas novas; o recrutamento para empregos especializados está sendo revolucionado por ferramentas de fornecimento aberto, sistemas de acompanhamento dos aplicadores mais automatizadas, e análises otimizadas. E avaliações por vídeo e ferramentas de avaliação de cultura amadureceram tanto que qualquer um pode usá-las.

Recrutadores são como os carpinteiros do negócio: eles se tornaram melhores e melhores com o tempo, aí de repente você descobre que sua competição está roubando seu pessoal e você não sabe o que te derrubou.

Nós estamos de volta a “guerra por talentos” (uma frase de 15 anos) e dessa vez “o talento está conduzindo os custos”. Em outras palavras, todas as novas tecnologias estão tornando os recrutadores mais perspicazes sobre os candidatos, da mesma forma que os candidatos estão se tornando mais perspicazes em relação às suas empresas.

Lembre-se também que a antiquada “descrição da vaga” está realmente na idade da pedra. Mais e mais trabalhos são “híbridos” e rapidamente mudando, então esse novo mundo de ferramentas tem de nos ajudar a encontrar pessoas com as capacidades certas e habilidades de aprendizagem, não somente habilidades técnicas ou cognitivas. E diversidade agora é parte fundamental do recrutamento, com novas tecnologias que ajudam a remover o viés das descrições de vagas e reduzir o viés em entrevistas.

7) O Mercado do Bem-Estar Está Explodindo

Nós não apenas precisamos de ferramentas para melhorar a produtividade e reduzir a sobrecarga cognitiva, como precisamos de um “empurrão” e de dados para nos ajudar a praticar exercício, nos manter atentos e aprender como dormir e comer melhor.

Na Deloitte, seguindo o caminho da maioria das empresas, a iniciativa do bem-estar migrou o foco da “saúde”, para a “redução de esgotamento” e depois no “desempenho humano”. Essa é a jornada pela qual a maioria dos departamentos de RH estão passando e o mercado de fornecedores estão avançando rapidamente.

8) People Analytics Amadurece e Cresce

Dados relacionados aos funcionários (e todos os aspectos incluídos nisso) é tão importante quanto ou mais que os dados dos clientes, porque isso te mostra os segredos de como gerir seu negócio melhor.

O marketplace agora é rico com soluções embutidas (quase todo fornecedor HCM tem análises embutidas, muitas com mecanismos de previsibilidade), e todos os novos fornecedores estão começando a aplicar inteligência artificial a todas as suas ofertas.

Enquanto esse mercado vem demorando para se desenvolver, o crescimento de plataforma em nuvem está fazendo ele explodir, e está mais fácil do que tudo desenvolver um dashboard de gerenciamento que ajuda seus times a entender o que eles podem fazer para tornar a experiência de trabalho melhor.

Podemos olhar para dados fundamentais de Softwares para Recursos Humanos (rotatividade, continuidade, classificação de desempenho), dados de relacionamento (quem você conhece, com quem você passa o seu tempo, de quais times você faz parte), dados de bem-estar (sua atividade, localização, energia, bem-estar), e seus dados sentimentais (feedback, ânimo, e sentimento de pertencimento).

Todos esses dados estão caindo de paraquedas nos departamentos de RH e eles estão começando a enfrentar problemas de ética, privacidade, e se tornando mais transparentes sobre quais análises eles estão realizando.

9) Ferramentas de Inteligência Self-Service

Como nós juntamos todas as coisas numa experiência do funcionário integrada para tornar o trabalho melhor? Nós construímos apps? Nós fazemos um upgrade no portal dos funcionários? Nós esperamos que a inteligência artificial e sistemas conversacionais irão ficar acima de tudo? É um problema um tanto quanto complicado.

Hoje em dia, no ambiente de tecnologia de RH, o novo mercado mais importante talvez seja o rápido crescimento pela necessidade de plataformas self-service de experiência dos funcionários. Esses são sistemas de mudança rápida que trazem gestão de cases, gestão de documentos, comunicações entre os funcionários e interações do help-desk dentro de uma arquitetura integrada.

Eles estão centrados entre apps e aplicações back end de funcionários, e servem como o coração dos seus centros de serviço de funcionários. (que vão ser mais e mais automatizados todos os dias).

10) Inovação Dentro do Próprio RH

A décima ruptura sobre a qual eu escrevi é o crescimento incrivelmente rápido na inovação de projetos dentro dos times de RH. Nós, enquanto profissionais de RH, estamos agora nos tornando os ruptores. Costumava ser nós que esperávamos as empresas tech inventar coisas – aí nós tentávamos descobrir como usá-las e as comprávamos.

Agora, os departamentos de RH estão experimentando novos modelos de gestão de desempenho, novas estratégias de aprendizado, novas formas de reduzir o viés, e novas técnicas para recrutar e treinar pessoas. Aí elas vão para o mercado e veem se os fornecedores estão disponíveis.

Essa mudança, para mim, é a própria ruptura – forçar a comunidade da tecnologia de RH se mover mais rápido do que nunca.

 

Contrate os Melhores desenvolvedores na GeekHunter

Esse conteúdo foi traduzido e adaptado pela GeekHunter.
Conteúdo Original: http://joshbersin.com/2017/11/hr-technology-in-2018-ten-disruptions-ahead/

Veja também

Comentários

comentários

Cancelar