Como conseguir uma boa recolocação no mercado tech

Desenvolvedor, QA, Devops e Product Manager. Esses são só alguns nomes de funções ou cargos que encontramos no mundo da TI. Algumas dessas exigem conhecimentos mais técnicos, como saber programar, e outras mais comportamentais, as chamadas soft skills.

Além dos diferentes cargos, para os programadores existem mais de 250 linguagens de programação. Com todas essas opções, é certo que vamos gostar e querer aprender mais de uma delas.

Neste post vamos falar como o profissional pode mudar sua área de atuação dentro da TI, como isso pode impactar o seu futuro e quais preocupações ele deve ter ao buscar vagas e posições no mercado diferentes.

 

Estude conceitos

 

Por mais que existam diversas linguagens de programação utilizadas no mercado, todas elas, no fundo, utilizam o mesmo conceito: o conceito de algoritmo. Um algoritmo é, resumidamente, a descrição de um conjunto de passos para realizar uma tarefa.

Um programador, ao desenvolver um programa, descreve uma série de passos ao computador para que ele faça o que o programador deseja. E isso vale para todas as linguagens de programação. A maior mudança de uma linguagem de programação para outra é seu paradigma. Alguns exemplos de paradigmas existentes são: procedural, funcional, orientado a objetos e orientado a eventos.

Não é o intuito do texto discutir os conceitos de cada paradigma, mas vamos tomar como exemplo a herança da orientação a objetos. O conceito de herança é o mesmo para qualquer linguagem de programação. O que muda é a sintaxe, a forma como dizer para o programa que uma classe herda atributos e métodos de outra. Por exemplo a tabela abaixo:

 

Java C# Python
class Gerente extends Funcionario class Gerente : Funcionario class Gerente(Funcionario)

 

Os três códigos acima informam a mesma coisa: que o Gerente é um Funcionário. Sabendo o conceito, basta você procurar como escrever suas ideias na linguagem que você quer.
Conheça os conceitos e você estará apto começar a programar em qualquer linguagem.

 

Seja poliglota

 

O conceito de poliglota aqui não é saber falar vários idiomas, como português, inglês e francês, mas sim ter noções de algumas linguagens de programação.

Procure as linguagens mais usadas no mercado e dedique-se nem que seja meia hora por dia para aprender algumas. Claro que vocẽ não será um expert, mas é bom que você saiba pelo menos entender o código e saber as técnicas aplicadas nele.

Conheça as boas práticas de programação de cada linguagem. Existem algumas técnicas que são comum a todas as linguagens, como o conceito de código limpo (clean code), conjunto de práticas para tornar seu código mais legível e reaproveitável.

Muitas empresas também avaliam se você escreve seu código seguindo as boas práticas. Mesmo que seu programa funcione, se ele estiver limpo conta mais pontos. Esse conhecimento também pode definir seu nível de senioridade no processo seletivo.

E para não deixar de fora o conceito real da palavra poliglota, saber inglês atualmente não é um opção, e sim uma obrigação. Não precisa ser fluente no idioma, mas deve no mínimo ter compreensão escrita da língua, pois a maioria das informações do mundo de TI e tecnologia em geral estão em inglês.

 

Analise o motivo

 

Existem vários motivos para que você queira mudar de carreira. Receber uma boa proposta, enjoar do que está fazendo agora, mudar de cidade e ser difícil arrumar emprego na sua atual tecnologia. Está mudando porque quer ou porque o mercado está levando?

Após decidir, saiba que seu nível será menor. Se você agora é sênior, talvez entre na nova atividade como pleno ou até mesmo júnior. Estude bem os motivos e as consequências de sua mudança.

 

Trace suas metas

 

Agora que você se decidiu pela mudança, deve planejar como será o caminho. Um erro muito comum é achar que simplesmente preparar um currículo com as novas habilidades de dispará-lo é a maneira correta agir. Na verdade essa é a hora de estudar. E muito.

Primeiro determine o mínimo que você deve ter para ser considerado pelo menos um júnior em sua nova tarefa. Atinja esse nível o mais rápido que puder. Se você já tem os conhecimentos, ótimo!

Agora estude o que pode diferenciá-lo dos outros. Conhecimento de um framework específico ou alguma habilidade que possa destacá-lo nem que seja o mínimo dos demais. Pode ser até que seus conhecimentos anteriores já sejam um diferencial.

Não procure pelo perfeito. Junte as necessidades do mercado com seus gostos pessoais que assim será bem mais fácil. Afinal, se decidiu mudar, provavelmente foi para algo que goste mais.

 

Mude e anuncie

 

Você estudou, fez cursos, pegou certificados. Nada disso adianta se as pessoas, principalmente os recrutadores, não souberem da sua mudança.

LinkedIn, GitHub e Medium são exemplos de redes sociais em que você pode fazer seu marketing pessoal.

 

LinkedIn

 

O LinkedIn é a maior rede social voltada para profissionais do mundo. Nela você encontra profissionais e recrutadores de todas as áreas. Você também pode escrever textos sobre diversos assuntos de trabalho e mundo corporativo. Seus textos serão vistos por toda sua rede e poderá alcançar muitas pessoas.

 

GitHub

 

O GitHub funciona como um repositório online de códigos. Diversos softwares de código livre estão hospedados nele. Duas sugestões para o uso do GitHub são:

  1. coloque todos seus códigos de estudo nele;
  2. contribua com algum projeto.

Publicando seus códigos, mesmo que sejam simples, já é uma vitrine para que as pessoas vejam o que você sabe fazer. Algumas empresas utilizam o GitHub como parte de sua seleção.

Contribuir com algum projeto gera ainda mais visibilidade, pois pessoas irão usar o código que você criou.

 

Medium

 

O Medium é uma rede voltada para a publicação de textos. Alguns até o consideram como um substituto dos blogs tradicionais. Não é voltado para profissionais, mas muitos o utilizam para divulgação. Existem diversos tutoriais de tecnologia nesta rede.

A visibilidade do Medium é muito grande. Ao final da leitura, ele sugere outros textos relacionados com o assunto. Sua visibilidade nos mecanismos de busca também é grande.

Você pode escrever como está sendo seu processo de recolocação, como está sendo os estudos e fazer tutoriais do que está aprendendo.

 

GeekHunter

 

A GeekHunter tem o objetivo de juntar os melhores profissionais em um só lugar. Faça seu cadastro, realize as tarefas e testes, e você já estará pronto para receber propostas e fazer entrevistas.

 

Resumo

 

O tentar uma recolocação, não seja passivo nas atitudes. Saiba o porquê da sua mudança. Estude, escreva, faça códigos, compartilhe conhecimentos, seja participativo nas comunidades. Sendo visto, não vai demorar para você começar a receber várias propostas.

 

banner-candidato

Veja também

Comentários

comentários