certificação profissionais de TI

Universo da certificação para os profissionais de TI

Na área de Tecnologia tanto o conhecimento teórico quanto o prático são super importantes e fazem a diferença no dia a dia – durante a aplicação no trabalho. Nesse cenário, as certificações em TI ocupam um espaço interessante, servindo para guiar, mapear e avaliar conhecimentos técnicos e conceituais, nas mais diferentes áreas da Tecnologia.

Nesse artigo vamos apresentar algumas características que se aplicam a maioria das certificações, traçar comparações com outros métodos de capacitação, levantar vantagens e desvantagens de cada uma das abordagens. Ao final, esperamos que você tenha uma ideia do universo das certificações e faça as melhores escolhas para a sua carreira profissional.

 

Áreas para certificação

 

A área de TI é bastante ampla, possibilitando atuação em diferentes áreas, por exemplo suporte, redes, desenvolvimento, banco de dados, projetos, design, etc. Para cada uma das especialidades existem grandes players globais que disseminam suas plataformas e soluções. Por exemplo, quando falamos de sistemas operacionais vem na cabeça: Microsoft, Apple e as famílias Unix, quando falamos de banco de dados: Oracle, SQL Server, DB2 e assim por diante.

Nesse contexto, existem inúmeras áreas para certificação, por exemplo:

  • Projetos, negócios, processos e metodologias
  • Linguagens e plataformas tecnológicas
  • Idiomas

 

Qual certificação escolher?

 

Em cada uma das áreas de conhecimento, cada um dos provedores oferece suas certificações. Para cada uma das soluções e plataformas existe um pacote de certificações – começando de um nível iniciante até o nível avançado.
Você pode estar tentando calcular o total de certificações possíveis? Sim, são milhares de certificações oferecidas.

Aí vem a segunda pergunta, em qual ou quais certificações investir tempo e dinheiro? E nessa pergunta não existe uma única resposta, mas sim um trabalho de análise que cada profissional deve fazer consigo mesmo, avaliando a posição atual na carreira versus o futuro desejado – levando em consideração o ambiente externo, ou seja, o mercado, a empregabilidade e a remuneração.

Esse trabalho de escolha da certificação ideal para você exigirá atenção. Observe nos fóruns e nas comunidades quais as certificações mais reconhecidas e com melhor credibilidade. Entenda o processo de certificação, o grau de dificuldade e o tempo de estudo que deverá ser empregado. Tenha em consideração o custo envolvido, em algumas certificações é exigido o cumprimento dos treinamentos oficiais, além da prova de certificação propriamente dita. Há certificações disponíveis em vários idiomas, porém outras podem limitar a prova ao Inglês, por exemplo.

Por falar em idiomas, a nível global existem várias certificações relacionadas a idiomas. Para a certificação de inglês como segundo idioma há o TOEIC e o TOEFL, por exemplo.

A certificação deve estar aderente ao plano de carreira do profissional, alinhada com as atividades desempenhadas ou com a pretensão de progressão profissional. Assim, deve haver aplicação direta do certificado no contexto do trabalho, seja na empresa e função atual ou no mercado – para uma posição futura.

Possuir alguma experiência ou estar envolvido com o assunto da certificação acaba ajudando bastante. A vivência facilita o entendimento do conteúdo, além de ser um fator de motivação estar estudando um assunto com utilização prática.

 

Qual o foco das certificações?

 

Em vários processos de certificação a bagagem conceitual e a experiência profissional são exigidas para o entendimento e bom desempenho. O conhecimento teórico é importante e embasa os pré-requisitos. Em linhas gerais as certificações têm um foco específico, direcionado a formar especialistas em determinados assuntos.

Nessa perspectiva, é no conhecimento prático que está o enfoque das certificações. Apesar da certificação contextualizar sobre conceitos e teoria, o foco é dirigido ao aprendizado prático, apresentando como utilizar a ferramenta ou o processo, o passo a passo e casos/situações de aplicação real.

Outra característica das certificações são os simulados, ou seja, os testes que visam preparar os candidatos para o sucesso no momento do exame. Nesses simulados é criado um ambiente para reproduzir o exame, copiando o estilo das perguntas/respostas e o tempo de prova. Com isso o candidato pode treinar inúmeras vezes até atingir resultado aceitável e seguro para aplicar no exame real.

 

Pontos positivos

 

Podemos citar como um ponto positivo das certificações a rápida imersão, otimizado a curva de aprendizado. Através dos cursos preparatórios, dos simulados e dos fóruns de discussão é possível obter conhecimento e rapidamente dominar o assunto.

Outro ponto bastante interessante das certificações é o reconhecimento global. As melhores certificações são conhecidas e com uma boa reputação em todo o mundo. De poder de uma certificação com respaldo o candidato pode abrir as portas para uma carreira internacional. Para as empresas que estão recrutando, é uma garantia de estar contratando um profissional já capacitado.

 

Considerações

 

Se você está pensando em certificação, um ponto importante que deve ser considerado é o custo envolvido. Algumas certificações exigem horas de treinamento em escolas autorizadas. Esses cursos normalmente são pagos. Caso não exista uma instituição na sua cidade, isso vai implicar em custos de deslocamento.

O exame propriamente dito também é pago. No caso de reprovação, as tentativas subsequentes também são cobradas.
Várias certificações exigem revalidações periódicas, é o processo de re-certificação. Isso exigirá que você refaça alguma etapa ou comprove atuação na disciplina. Esse processo também gera custo financeiro.

Outro aspecto importante quando pensar em certificação é a obsolescência, ou seja, por quanto tempo a certificação será relevante para os profissionais e o mercado. Se a longevidade da certificação for muito pequena, pode não valer a pena o investimento de tempo e dinheiro.

Em algumas disciplinas existe excesso de oferta, com muitos centros de formação oferecendo capacitação para uma mesma área de conhecimento. Por exemplo, procurando por uma certificação em metodologia ágil você encontrará dezenas de opções, muito parecidas em forma e conteúdo. Isso acaba dificultando na escolha da melhor certificação, tanto por parte dos candidatos quanto das empresas.

 

Plataformas de conhecimento

 

Além das certificações, há atualmente diversas plataformas onde é possível fazer especializações e treinamentos muito bons. Por exemplo, no Coursera existem grandes universidades – como USP e Harvard dentre outras – oferecendo cursos com os mesmos professores e a mesma qualidade dos cursos presenciais. São oferecidos desde cursos rápidos e sem custo nenhum, até especializações com emissão de diploma pelas próprias universidades. Outra ótima fonte de formação com cursos na área de tecnologia é o Udemy.

 

Roteiro e Conclusões

 

O plano de certificação deve estar inserido num contexto maior, que é um plano pessoal de carreira. Você deve analisar para onde quer direcionar sua carreira e quais as competências requeridas para chegar lá. Tendo isso em vista, procure pelas certificações disponíveis e mais atraentes.

Com a certificação escolhida vem o trabalho duro, serão horas e mais horas de cadeira dedicadas ao estudo. Crie um roteiro para os estudos e o siga com disciplina.

Depois de ter adquirido o conhecimento, prepare-se com testes e simulados das provas. Faça os testes no mesmo idioma que será exigido e/ou escolhido para o exame oficial. Depois de obter um score superior a média requerida – em várias provas simuladas – agende a data do exame oficial. No dia do exame é só manter a tranquilidade e repetir o rendimento dos treinos. Esse roteiro com certeza garantirá seu sucesso e o novo certificado nas mãos.

Silvio Mendes

Silvio Mendes

Content Manager em GeekHunter
Silvio Mendes

Últimos posts por Silvio Mendes (exibir todos)

Veja também

Comentários

comentários