3 super dicas para você se dar bem no mercado de tecnologia

Todos os dias sonhamos com nossos objetivos e avançamos, passo a passo, em direção ao sucesso.

Ele, por sua vez, está fortemente relacionado aos planos que fazemos para nossa vida.

Podemos distinguir certos marcos no nosso caminho, como uma graduação, conseguir o emprego desejado, iniciar nosso próprio negócio ou construir um relacionamento.

Alcançar esses marcos é um sucesso para nós.

Cada uma dessas metas nos traz sentimentos positivos, porque sabemos que nossos planos de vida estão se cumprindo e que estamos fazendo um progresso visível.

E a plataforma da GeekHunter existe exatamente para te ajudar a alcançar seu o emprego ideal para alavancar seus outros sonhos além dos profissionais.

Então, neste artigo, vamos conversar sobre como se colocar no mercado de trabalho (tanto na Geek quanto em outros ambientes) para que você se dê bem.

Vamos lá?

Você e a plataforma da GeekHunter

Como dissemos, a GeekHunter é mais que uma plataforma de recrutamento.

É uma plataforma de realização de objetivos, tanto das pessoas candidatas quanto das empresas.

Nossa função aqui é encontrar o match perfeito entre vocês.

Para encontros legais acontecerem, tanto você quanto a empresa precisam fazer bons perfis aqui na plataforma.

O perfil da empresa é a vaga que ela crai na plataforma.

Todos gostamos de ver vagas bem escritas, claras, coerentes e com as informações necessárias pra gente decidir se nos interessamos por elas ou não, certo?

Pois quando a empresa olha o nosso perfil, é a mesma coisa que esperam da gente.

Como a GeekHunter avalia as pessoas candidatas e as pré-aprova para concorrerem às oportunidades, é importantíssimo que você crie e mantenha um perfil bem escrito, claro, coerente e atualizado.

É a partir das informações que você nos passar nele que poderemos te ajudar.

Quanto mais coerente for seu perfil, melhores serão as oportunidades que você receberá.

Essas 20 dicas de como subir na carreira como programador vão te ajudar

O que as empresas procuram

Mulher procurando algo com um binóculos

Empresas contratam pessoas para resolver problemas.

Essa é a realidade.

Então, sabendo disso, a dica é escrever o seu perfil de maneira a convencer a empresa de que você é a pessoa certa para solucionar determinados tipos de problemas.

E uma maneira de fazer isso é “contando causos”: cite situações reais em que você solucionou um problema, qual foi a sua contribuição e qual foi o resultado obtido.

Tenha clareza de qual é o seu foco de carreira (todos temos um), ao invés de tentar mostrar que é bom(a) em tudo.

Porque quem é bom em muitas coisas costuma não ser excelente em nada.

E nós sabemos o quanto a excelência tem valor cada vez maior no mercado de tecnologia.

Mas se você ainda é um(a) profissional iniciante, a empresa não vai (ou não deveria) esperar excelência técnica de você.

Essa é uma expectativa que se coloca em cima de profissionais mais experientes, nos níveis sênior e de gestão.

Profissionais iniciantes precisam ser bons ou em resolver os problemas que vão encontrar no dia a dia.

Então, defina seu foco de carreira e direciona seu perfil para ele.

Habilidades secundárias podem e devem aparecer, mas pense que serão um bônus, complementando o seu foco de carreira.

Assim a empresa vai saber como te oferecer a oportunidade mais adequada.

Dica 01: Coerência de perfil

Certamente, o layout e a aparência de seu currículo são um fator para garantir que ele seja lido.

Ele deve ser organizado, bem formatado e atraente, além de não ser muito prolixo.

Mas o conteúdo significativo é mais importante.

E ele deve ser coerente em todas as plataformas que você usar.

Por exemplo, para se cadastrar na GeekHunter, você precisa ter seu perfil no LinkedIn.

Construir um perfil profissional coerente e coeso significa que as informações nas plataformas e no seu documento (word, pdf, etc) devem ser sempre as mesmas.

Se as informações forem conflitantes, seu perfil não vai passar confiança para a pessoa empregadora.

Imagine que as datas de entrada e saída da sua experiência em uma determinada empresa sejam diferentes no seu CV, na GeekHunter e no LinkedIn.

Ou que seu nível de fluência em linguagens de programação e línguas variadas (espanhol, inglês, francês etc) também é diferente nas plataformas.

Pode parecer que o preenchimento foi feito sem cuidado (o que não passa uma boa imagem da pessoa candidata) ou que as informações estão sendo deliberadamente modificadas para agradar recrutadores(as) de vagas diferentes.

De qualquer forma, a impressão que fica é ruim.

Veja como caprichar na Carta de Apresentação para Programador

Capriche na introdução/resumo do seu perfil

Dito isso, a eficácia do CV reside quase inteiramente nos parágrafos iniciais.

Eles geralmente consistem em um resumo de habilidades, mas em primeiro lugar deve haver uma introdução, que costuma ser a primeira coisa que um potencial empregador irá ler.

Essa breve introdução deve mostrar quem você é e o que está tentando alcançar.

Surpreendentemente, muitas pessoas pulam esta seção por inteiro.

Mas é essa seção que define de cara o foco do currículo e ajuda o potencial empregador a decidir sobre o quão relevante você é para a vaga que ele está procurando preencher.

O que você deve evitar a todo custo é produzir uma introdução genérica, neutra e superficial.

“Um indivíduo altamente motivado e dinâmico, com duas graduações e que busca uma boa posição em uma organização em crescimento”

Isso não diz à pessoa empregadora nada sobre sua situação atual, nem especifica a natureza dos seus diplomas.

Não indica sua área de interesse e aspirações de carreira.

Isso só te faz parecer vago.

Produza uma introdução coerente e significativa para seu currículo (que precisa ter apenas algumas linhas), isso fará toda a diferença.

Como esse assunto é delicado e importante, separamos dois artigos (ou seções) que falam exatamente sobre introdução/resumo do currículo e com certeza irão te ajudar:

Dica 02: Método STAR para preencher experiências

Modelo star para descrever experiências

No método STAR, seu histórico de trabalho e qualificações são usados para criar exemplos concretos de momentos em que você excedeu as expectativas dos empregadores.

STAR significa Situação, Tarefa, Ação e Resultado.

Um currículo de método STAR contém pontos de marcadores de experiência de trabalho que respondem às seguintes perguntas:

  • Situação: Que situação ou desafio você enfrentou?
  • Tarefa: Em que tarefa você estava envolvido(a)? Quais eram suas responsabilidades e objetivos?
  • Ação: quais ações você executou especificamente para realizar a tarefa? Como você contribuiu para os esforços de sua equipe?
  • Resultado: Qual foi o resultado de suas ações? Como isso beneficiou sua empresa? Os resultados podem ser quantificados?

As instruções STAR podem aparecer na forma de um único marcador ou de vários marcadores.

Esses pontos não precisam estar em ordem, embora possa ajudar escrevê-los em ordem se você estiver usando a estrutura STAR pela primeira vez.

Dica 03: Demonstração de interesse (o maximizador de convites)

Um dos fatores mais importantes para conseguir o match ideal entre você e uma empresa é ficar de olho nas vagas disponíveis e selecionar aquelas que estão alinhadas ao seu momento de carreira.

E a dica de ouro aqui é: foque na qualidade, não na quantidade.

E com qualidade queremos dizer que você deve demonstrar interesse pelas vagas que você realmente deseja, e que realmente estão de acordo com o seu perfil.

Fazendo isso, você permite que a plataforma entenda quais tipos de vagas são relevantes para você e te indique para oportunidades compatíveis.

Afinal, todos(as) nós queremos receber convites para propostas empolgantes, não é mesmo?

Veja como é fácil demonstrar interesse em uma vaga e ficar em evidência na GeekHunter:

Mas como funciona?

Bom, demonstrar interesse é o equivalente a dar um “like” 👍 na vaga.

Ou seja, não implica na sua participação imediata no processo seletivo, mas deixa o seu perfil em evidência para uma possível indicação.

Entre as pessoas candidatas que demonstrarem interesse em uma oportunidade, a GeekHunter faz uma pré-seleção daquelas que realmente têm o perfil que a empresa procura e encaminha esses perfis para as próximas etapas.

Quem demonstra interesse possui 80% mais chances de receber convites em comparação a quem não faz essa ação.

Mas calma, isso não significa que você tenha que sair demonstrando interesse em todas as vagas que ver pela frente, pois pode ocorrer justamente o oposto: acabar recebendo convites para um monte de vagas que não têm nada a ver com o que você está buscando.

Com isso em mente, aqui estão três maneiras de usar a demonstração de interesse à seu favor e deixar o seu perfil em evidência para receber convites incríveis: 

  • Demonstre interesse em vagas alinhadas ao seu momento de carreira e às suas qualificações;
  • Leia a descrição da vaga com atenção. Certifique-se de compreender as funções e desafios reais do trabalho.
  • Sempre que possível, acesse a plataforma para ver as vagas novas e que podem te interessar;
  • Recebeu um convite? Maravilha! Responda assim que possível, mesmo que seja recusando.

A sua interação nos ajuda a melhorar cada vez mais a inteligência da plataforma para te proporcionar uma experiência diferenciada.

Conclusão

A moral é: encontre trabalhos que você possa fazer e que realmente gostaria de fazer, e se candidate ativamente a eles.

Não adianta se candidatar a empregos que você não deseja!.

Se manter ativo(a) na plataforma é o que vai te manter visível para as pessoas empregadoras.

Mais que isso, vai te manter atualizado(a) sobre o mercado de trabalho para que, no momento que você decidir realmente mudar de posição, isso seja mais suave e natural.

Pesquise a empresa, o setor e a função específica. Escreva um currículo e uma carta de apresentação que mostre especificamente por que você gostaria de trabalhar naquela empresa. Destaque como suas realizações anteriores demonstram o que você pode conquistar por elas.

Se mantenha de olho em oportunidades, pois mesmo que esteja satisfeito(a) na sua atual posição, você nunca sabe quando aquela oportunidade dos sonhos vai surgir.

Pode parecer óbvio, mas não é o que a maioria das pessoas candidatas faz.

Entrar na plataforma com regularidade e perceber que tipo de perfil profissional as empresas estão solicitando para a sua vaga dos sonhos, qual o salário pago e se as condições de trabalho te satisfazem é o que vai te ajudar a ser contratado!

Caso contrário, você arrisca perceber, no momento que decidiu argumentar por uma promoção ou procurar uma vaga em outra empresa, que está com as habilidades defasadas em relação aos competidores.

Se mantendo ativo(a) na Geek ou na sua plataforma de preferência, as chances disso acontecer são muito pequenas.

Ainda tem alguma dúvida sobre como se dar bem no mercado de tecnologia?

Conta pra gente, teremos o maior prazer em te ajudar a alcançar seus objetivos 🙂

Compartilhar
You May Also Like