Como fazer a apresentação ideal para a contratação como pessoa desenvolvedora

Chegamos na última etapa sobre como atrair mais recrutadores com um perfil de sucesso na plataforma de vagas para programadores GeekHunter.

Essa, sem dúvidas, é a cereja do bolo no seu perfil: a temida apresentação.

Ao longo das etapas de preenchimento do seu perfil na plataforma da GeekHunter, você foi capaz de perceber o quanto já realizou em busca de evoluir em sua carreira.

Aqui, nada mais é que o compilado de todas essas informações que você já sabe sobre si mesmo.

APRESENTAÇÃO

Primeiro vamos falar sobre o que NÃO fazer nessa etapa.

  • Não informe seus dados pessoais como número de telefone, e-mail, site, linkedin ou qualquer outro meio de contato. Há uma etapa específica para isso e o campo de apresentação tem limite de 600 caracteres. Não vamos desperdiçar com informações duplicadas, não é mesmo?
  • Não repita as mesmas informações das descrições de suas experiências profissionais.
  • Não deixe em branco ou seja sucinto demais, colocando apenas uma frase, por exemplo.

Sabendo o que não fazer, fica mais fácil focar na apresentação ideal.

Como eu disse acima, o campo tem limite de 600 caracteres, ou seja, não é um texto grande. Por isso você precisa ser conciso no que vai dizer.

O ideal é que você nos fale qual é o seu diferencial. O que você adquiriu durante suas experiências e o que almeja como novas oportunidades? Quais são seus objetivos?

Eu sei, não é tão simples escrever tudo isso de forma resumida e atrativa, então tem aqui um exemplo:

Sou um desenvolvedor back-end, com mais de 10 anos de experiência em desenvolvimento web e infraestrutura. Trabalhei em algumas aplicações com grande tráfego (5 milhões de visitas diárias). Possuo sólidos conhecimentos em programação funcional, OOP, DevOps, Python, Ruby e Javascript. Tenho interesse em escalabilidade de aplicações, infraestrutura, melhores práticas de desenvolvimento, TDD e BDD.

E outro:

Desenvolvo tanto no front-end como no back-end, mas meu foco atual é no front-end. Já trabalhei em duas empresas como estagiário, nas quais atuei com PHP, Javascript, Nodejs, Mongodb, Postgress, Oracle, MySql, Ionic, Angular e HTML/CSS. Juntando os dois estágios e minhas experiências por conta própria, tenho dois anos e meio de experiência com desenvolvimento web. Gosto de estudar novas tecnologias. Atualmente estou estudando Nodejs, React, React-Native e Javascript mais a fundo.

E assim finalizamos nossa série de como ter um perfil de sucesso na plataforma da GeekHunter.

O que você achou?

Deu para colocar todas as dicas em prática?

Como sempre, se ficou alguma dúvida, nosso suporte on-line está disponível no seu dashboard.

Um abraço e sucesso!

Compartilhar
You May Also Like