Pessoa utilizando wordpress no computador

Guia de WordPress para Iniciantes: Instalando e configurando

Sim, meus queridos Padawans, segue a parte dois da nossa matéria, como Instalar WordPress no seu site. #uhuuuuu #yeahbaby #wordpressdevs

Vimos em nosso artigo anterior – “Desenvolvedor WordPress: O que você precisa saber para se aventurar?” como instalar o WordPress no wordpress.com, sendo a primeira maneira de consumi-lo.

Hoje, veremos a segunda maneira de trabalharmos com esse poderoso CMS, que é instalando o WordPress manualmente.

Uma forma diferente de um Desenvolvedor instalar o WordPress

Na maneira que vamos trabalhar agora, já entramos no campo dos códigos. Antes de mais nada vamos acessar o https://br.wordpress.org/download/ e baixar.

Para isso, meus amigos devs, vamos clicar no botão “Baixar o WordPress”. No momento de escrita dessa matéria, a versão é 5.6!

Página do WordPress para baixar a versão 5.6.

Sim, Godoy, já baixei o WordPress. E agora, o que eu faço?

Bem, meus caros Padawans, depois de baixá-lo, descompacte a pasta baixada. Essa deve ser a estrutura de arquivos para instalar o wordpress que você baixou:

Situação das pastas após baixar o WordPress 5.6
Estrutura de pastas dentro do arquivo que foi baixado.

Você deve enviar todo o conteúdo baixado para o FTP do seu site. “FTP”, mas raios e trovões o que é isso? Calma, eu explico!

Novamente entrando no campo das siglas e cunhos da tecnologia, FTP é File Transfer Protocol, que trocando em miúdos significa Protocolo de Transferência de Arquivos.

Ele é basicamente um tipo de conexão que permite a troca de arquivos entre dois computadores conectados à internet.

E existem diversos softwares que fazem esse tipo de conexão, que chamamos de FTP Client, ou um Cliente de FTP, sendo usado para facilitar a nossa vida e enviarmos os arquivos para a nossa hospedagem.

Baixando e instalando o Filezilla

Nesse caso, eu sempre uso o FileZilla, que você pode baixá-lo acessando esse link https://filezilla-project.org/.

FileZilla é um cliente FTP, SFTP e FTPS de código livre para Microsoft Windows e GNU/Linux. É distribuído em licença GNU, que é a General Public License.

Desde 1 de março de 2007, ocupa a 9ª posição na lista dos mais baixados do SourceForge, futuramente falaremos sobre SFTP e FTPS, mas no momento, vamos atentar somente ao FTP.

Página do Filezilla.

Agora com o nosso core do WordPress baixado e descompactado, o FileZilla instalado, nosso registro de domínio feito e hospedagem pronta, seguimos.

Para essa matéria, eu criei um “subsite – ou subdomínio” dentro do meu domínio, para facilitar a operação de instalar o wordpress. Vamos chamar de Óticas Galo Cego – https://godahtech.com.br/oticasgalocego

Não creio! Tadinho do galo, Godoy! 🙁 Calma, meus queridos Devs, nenhum animal foi ferido na produção dessa matéria, nós amamos os bichos! #FiqueTranquilo #PetsLovers!

Seguiremos na parte III desta matéria com a instalação de um theme e configuração!

Ao contratar a hospedagem, que nesse exemplo usamos a https://www.hostinger.com.br/, é fornecido os dados de acesso ao seu FTP, tendo por obrigatoriedade as seguintes informações:

Hostname do FTP: ftp://oticasgalocego.com.br
Nome de usuário do FTP:  oticasgalocego
Porta do FTP: 21
Senha:  oticasgalocego
Pasta para upload de arquivos: public_html

Com isso em mãos, vamos executar o FileZilla e inserir essas informações ali:

Tela para inserir dados do host.

Após isso e clicando em conectar, devemos enxergar a estrutura de pastas Local (seu computador) e Site (Servidor), que deve ser mais ou menos assim:

Estrutura de pastas do computador local e do site no servidor.

Fazendo Upload dos arquivos para o site

Agora meus queridos codificadores, devemos subir o core do WordPress para o servidor. Vamos selecionar todos os arquivos que descompactamos em nosso computador, clicar com o botão direito do mouse, e selecionar “Upload. Assim como no exemplo abaixo.

Com isso, vamos dar o primeiro passo para instalar o WordPress no seu site!

Opção para subir os arquivos do core do WordPress.

Com isso automaticamente a nossa lista de arquivos é preenchida e os arquivos começam a subir para o servidor um a um, como vemos abaixo:

O tempo desses envios depende da sua velocidade de UPLOAD de internet. Assim que acabar o envio, devemos ter um “espelho” da nossa pasta local no servidor:

Progresso do upload dos arquivos para o site.
Espelho da pasta local no servidor.

Pronto Godoy, demorou um pouquinho mas os arquivos subiram, meu site já está online?
Nãoooooo… ainda não, mas falta pouco, meus queridos amigos!

Próximo passo para instalação do WordPress

Vamos acessar a URL do nosso site, https://godahtech.com.br/oticasgalocego e ao acessar, devemos ver a seguinte tela, que é a tela inicial de configuração para instalar o WordPress.

Início das configurações do WordPress relacionado ao banco de dados.

Clicando no botão “Vamos lá!”, damos início a configuração do nosso Banco de Dados, que por nativo do WordPress é o MySQL.

O MySQL é um Banco de Dados relacional (RDBMS – Relational Database Management Systems), que utiliza a linguagem SQL como interface. É atualmente um dos sistemas de gerenciamento de bancos de dados mais populares da Oracle Corporation, com mais de 10 milhões de instalações pelo mundo.

Banner para se cadastrar na Geekhunter.

Para essa configuração, precisaremos das informações de acesso ao nosso Banco que deve ser preenchido como exigido na tela a seguir:

Informações para dar acesso ao banco de dados.

Essas informações você também consegue com o seu provedor de hospedagem, ou no painel de controle do seu provedor, geralmente temos a liberdade de criar os Bancos de Dados.

Após preencher esses dados corretamente, clique no botão “Enviar” no instalador do WordPress. Se tudo ocorrer bem, as informações estiverem corretas, a seguinte tela deve ser apresentada:

Conclusão da configuração do acesso ao banco de dados pelo WordPress

Clique no botão “Instalar”, para continuar com o processo de configuração.

Finalizando a instalação do WordPress

Assim, iniciaremos a configuração do Título do site e adicionaremos um usuário com permissões administrativas, para podermos fazer todas as devidas alterações e ter acesso total ao dashboard do nosso site.

Página de configuração de informações necessárias para o site ser administrado.

Feito isso, clique no botão “Instalar WordPress”, e pronto! Seu site está online e funcionando, sem o conteúdo, é claro, mas online!

Tela de sucesso para a instalação completa do WordPress

Conclusão

Prontinho, simples, não é? O que acharam? Deixem seus comentários, dúvidas, críticas e sugestões, eu sempre responderei a todos!

Para a próxima parte desta matéria, a parte III, vamos aprender a configurar um tema no nosso WordPress, criar as páginas, um blog, subir imagens, enfim, acrescentar o conteúdo ao nosso site.

Um forte abraço digital a todos e venham para o lado WordPress da força!

Leia a sequência desse artigo -> Guia de WordPress: Aplicando um tema e instalando o Woocomerce.

Banner para acessar vagas na plataforma da Geekhunter.

Compartilhar
You May Also Like