Skip to main content

Dicas para gravar um vídeo entrevista para uma oportunidade de emprego

O desemprego no Brasil alcançou, em junho de 2017, 13,5 milhões de pessoas, que são 13% da população. Em contrapartida, o mercado de TI, apesar das variações, continua abrindo vagas, mas carece de profissionais qualificados.

Um dos problemas é que as ofertas para TI se concentram em grandes centros e diversas vagas que se encaixam com o perfil de um profissional podem estar bem longe de sua residência. É aí que a própria tecnologia entra para ajudar.

As vídeo entrevistas estão se tornando cada vez mais comuns. Diferente de uma entrevista à distância, em que você conversa em tempo real com o entrevistador por alguma ferramenta de videoconferência, as vídeo entrevistas são gravadas pelo candidato e enviadas ao recrutador, podendo ser através de e-mail ou links para outros sites como Youtube ou Facebook.

As vídeo entrevistas podem ser um requisito para a vaga ou voluntárias, quando a empresa não pede. Neste último caso, o vídeo pode ser um grande diferencial para o candidato.

Neste texto vamos dar dicas de como fazer uma vídeo entrevista que vai atrair a atenção dos recrutadores.

Câmera

Um erro que muitas pessoas cometem é pensar que para a gravação de vídeos é necessário uma câmera profissional. Atualmente há uma grande variedade de celulares que têm uma excelente câmera e que filmam em HD. Provavelmente o seu também.

Caso seu celular seja mais simples, peça emprestado para alguém de confiança somente para esta gravação, ou peça a ela gravar para você.

Áudio

Se o recrutador não puder te ouvir direito, de nada vale o vídeo ficar perfeito. Procure um local silencioso para a gravação. Evite espaços muito vazios, pois o som pode reverberar nas paredes e prejudicar a qualidade da gravação.
Assim como a câmera, os celulares também possuem um excelente microfone embutido. Basta falar de frente para o celular que o áudio será captado perfeitamente.

Iluminação

A luz é um requisito básico e de extrema importância para a gravação de vídeos. Sem luz, não importa o quão poderosa seja sua filmadora, os vídeos serão todos pretos, sem imagem (a não ser que seja uma câmera infravermelha, mas essa câmera não é para esse tipo de vídeo).

A melhor iluminação é a luz natural. Para melhor aproveitá-la, abra totalmente a janela, posicione-se de frente a ela e coloque a câmera na sua frente, contra a luz. A partir daqui é só filmar!

Caso a ambiente onde filmará não seja bem iluminado, você pode usar luminárias para compensar a deficiência de luz. O ideal seriam duas luminárias, uma a esquerda e outra a direita. Iluminar somente um lado provocará sombras, podendo alterar sua expressão facial. Teste diferentes distâncias até encontrar a melhor iluminação.

Outra dica para evitar sombras, é não iluminar diretamente o seu rosto. Desvie um pouco a fonte de luz para receber a iluminação difusa. Outro truque é usar um guardanapo fino de papel, papel manteiga ou um TNT branco na frente da lâmpada.

Se não tiver luminárias, qualquer outro tipo de iluminação serve, preferencialmente de luz branca. É possível até usar o flash de celular.

Na pior das hipóteses, se não puder fazer nenhuma dessas dicas, fica a regra: qualquer que seja a fonte de luz, sempre fique de frente para ela e com a câmera contra.

Duração

Apesar do nome, o vídeo não deve ter a duração de uma entrevista presencial. A recomendação é que tenha de um a dois minutos no máximo. Este vídeo é somente para despertar a curiosidade do recrutador em ter uma conversa pessoalmente com você.

A duração pode variar de acordo com a empresa que pediu o vídeo. Neste caso, não ultrapasse esse tempo.

Roupas

Vista-se da mesma maneira como se fosse uma entrevista presencial. Para homens, um terno ou roupa social, dependendo da empresa e cargo. Para mulheres, maquiagem leve e discreta e sem decotes ousados. Mesmo que a empresa não tenha dress code, como é o caso de várias startups, é melhor não se apresentar muito informalmente.

Evite roupas com cores fortes ou coloridas. Elas podem desviar a atenção da sua fala para as suas roupas. Evite também acessórios chamativos ou qualquer outro objeto que possa distrair a recrutador.

Apresentação

Ensaie bastante antes de enviar a versão final. Você deve estar relaxado ao falar. Treinar em frente ao espelho é um ótimo exercício.

Atente-se ao enquadramento. Câmera torta, vídeo fora de foco, você longe ou perto demais da câmera podem causar desconforto para quem vai assistir. A dica coringa é enquadrar aproximadamente da região do seu umbigo e deixar um espaço sobre a sua cabeça, pois seria assim que um entrevistador te veria pessoalmente.

Nada de ler o que vai dizer nem fale um texto decorado. A não ser que seja um bom ator, um texto decorado vai soar artificial. Procure agir como se estivesse frente a frente com o recrutador.

Comece o vídeo se apresentando. Diga formação acadêmica e experiência profissional. Informe seus objetivos, competências e realizações. Realce suas qualidades profissionais.

Escolha um projeto que você tem muito orgulho de ter participado, de preferência que tenha relação com a vaga que está se candidatando. Fale sobre ele e comente sobre as suas contribuições.

Termine o vídeo explicando por que você deve ser convidado para uma entrevista presencial. Pesquise sobre a empresa e diga como você pode agregar valor. Mas tome cuidado: jamais aponte um erro ou defeito da empresa e diga que você será a solução.

Outro cuidado crucial é quanto ao seu português. Erros de conjugação e concordância podem arruinar suas chances. Fale claramente, com calma, demonstre confiança, mantenha uma boa postura e sorria!

Edição

A não ser que você esteja almejando um cargo para edição de vídeo, designer ou outra carreira que envolva artes, não coloque efeitos no seu vídeo. O excesso de efeitos fará com que o recrutador perca a atenção dele de você para os efeitos. No máximo coloque um fade out/in bem rápido para sinalizar um corte entre cenas.

Caso seja para uma das vagas mencionadas acima, use e abuse de toda a sua criatividade e conhecimentos de edição. É certo que mostrar seus conhecimentos artísticos contará muitos pontos a favor.

A edição pode ser opcional caso você esteja muito bem ensaiado e o vídeo saia bom em uma única tomada.

Reveja

É quase certo que sua primeira gravação ficará ruim. Reveja sua filmagem para descobrir onde errou e onde pode melhorar. Grave várias versões de sua entrevista e escolha a melhor para ser entregue.

Passe no “teste dos amigos”. Mostre a pessoas de sua confiança o vídeo e peça a opinião deles antes de enviar. Se eles aprovarem, divulgue sem medo.

Resumo

Abaixo um checklist com os tópicos abordados no texto:

  • pegue a câmera ou celular;
  • vá para um lugar silencioso e bem iluminado;
  • faça um teste de áudio e vídeo;
  • vista-se bem;
  • grave sua apresentação;
  • atente-se a duração do vídeo;
  • edite o vídeo;
  • reveja e peça opinião;
  • publique.

As vídeo entrevistas são uma ótima forma do candidato se mostrar. Mesmo que não esteja procurando emprego, grave um vídeo com seu resumo profissional ou vários vídeos descrevendo cada cargo que ocupou e coloque-os no LinkedIn por exemplo. Isso será um grande diferencial.

Quer saber mais dicas de como maximizar suas chances de obter sucesso em processos seletivos? Leia nosso outro texto: Currículo 2.0: dicas avançadas para talentos fora da curva.

banner-candidato

Veja também

Comentários

comentários

Cancelar