geekstream com gabriel schade

05 coisas que eu queria ter ouvido quando era Desenvolvedor Júnior

GeekStream #03 com Gabriel Schade

Essa GeekStream foi uma aula daquelas!

Convidamos o Gabriel Schade, Professor e Software Development Engineer da Amazon Web Services (AWS), para trocarmos uma ideia sobre desenvolvimento e, principalmente, falarmos sobre carreira.

Gabriel contou para gente 05 coisas que gostaria que tivessem contado para ele no início de sua carreira.

É importante destacar que essas dicas não servem para todo mundo, são pontos que acontecem na carreira de Gabriel.

Agora você pode assistir esse bate-papo na íntegra, está repleto de dicas para quem está começando e com macetes para quem já é da área!

O conceito é mais importante que a tecnologia em si 

O que quer dizer com isso?

Na prática, trabalhamos com desenvolvimento de software, ou seja, resoluções de problemas.

Para você programar, existe uma lógica por trás, certo?

Seguir uma linha de raciocínio ou criar mecanismos que te façam conseguir respostas para solucionar problemas, muitas vezes, é muito mais importante do que dominar a tecnologia x ou y.

Não dá para ler pseudocódigos a vida inteira. Também não dá para entender todos os conceitos e nunca ter programado, de fato.

Programar, basicamente, é aprender fazendo!

Por exemplo: Você que fortalecer seus conceitos e orientação a objetos?

Ótimo! Um livro teórico te ajuda bastante mas, em algum momento, eu vou ter que pegar uma linguagem que suporte isso e colocar a mão na massa!

Conceito e a tecnologia andam em paralelo!

Gabriel Schade nos deu um exemplo:

A quantidade de framework que temos em JavaScript é grande.

O impulso é sempre dominar tudo de React, de Angular, do que quer que seja.

Esse pensamento, a curto prazo, pode resolver seu problemas, você pode conseguir um emprego ou atingir qualquer que seja seu objetivo, mas, a longo prazo, em termos de carreira, todas as tecnologias vão mudar!

Se eu tiver o conceito bem consolidado, eu consigo resolver os problemas.

E, nesse caso, a faculdade é uma maneira estruturada de aprender mais sobre esses aspectos.

Pequeno apêndice: eu preciso de uma faculdade para entrar na área de programação?

Não, não precisa.

O que Gabriel Schade nos contou foi que muitas pessoas romantizam ao apontar que o Bill Gates largou a faculdade, por exemplo.

Mas, neste caso, Bill Gates largou Harvard. Não foi qualquer faculdade.

Claro que podemos aprender sozinhos mas também a universidade nos fornece uma maneira de entender os conceitos mais estruturados, nem sempre relacionados com o mercado de trabalho.

O caminho da universidade, em alguns casos, pode ser considerado o oposto do caminho do mercado de trabalho.

Por exemplo, você não precisa manjar muito de complexidade de algoritmos para começar a trabalhar com desenvolvimento, isso não é real!

E também não existe um roteiro para isso!

Apesar de estrutura de dados e complexidade de algoritmos serem subestimados, são necessários!

Mas claro, também não são imprescindíveis para você saber antes de entrar no mercado.

Aprender a aprender!

A curva de aprendizado é muito importante durante a construção de conhecimento.

Invista um tempo para entender COMO você aprende. Isso, a longo prazo, pode te dar uma grande vantagem!

É um aspecto muito individual, portanto, procure saber o modo mais eficaz que você pode otimizar seu aprendizado.

Temos um mar de informação mas precisamos tirar um tempo para aprender a nadar. 😉

Faça perguntas!

É inegável que, muitas vezes, nos acostumamos a ficar quietos.

Por exemplo, se durante a explicação de um método em uma reunião não teve nenhuma pergunta, é presumido que todo mundo entendeu, certo?

Mas, quando é para pôr o que foi conversado na prática, geralmente, aparece perguntas do tipo: “como eu faço isso?”.

É muito melhor fazer a pergunta no momento que surge a dúvida, é muito mais espontâneo.

É normal não sabermos tudo, por isso, não tenha medo de perguntar!

Participar de comunidade e montar um portfólio

Participar de comunidade faz com que você entre em contato com outras pessoas na área.

E não precisa participar de eventos apresentando algo, você pode simplesmente estar lá para consumir o conteúdo.

Além de ver o que está acontecendo no mercado, também estar a par de todas as novidades. É uma forma de construir relações e conhecimento em conjunto!

Outro fator para você observar é que, geralmente, as empresas também participam de eventos.

É uma forma de você se destacar por estar buscando o desenvolvimento dos seus conhecimentos no seu tempo livre. Encare isso como um investimento.

Em relação ao seu portfólio, use muito o GitHub! 

É uma forma de comprovação de uma parte de seus conhecimentos na prática!

Tenha referências na área! Mas não siga a opinião dos outros como uma verdade

Por mais que estamos inseridos na Ciência da Computação, é perigoso confundir opiniões com fatos.

Cada contexto tem uma realidade, por isso, procure outras visões sobre o mesmo assunto e construa sua própria opinião.

Sempre procure formas de diferenciar opiniões de fatos!

E aí, qual foi sua preferida? 😀 Deixe seu comentário, aproveite para criar um perfil em nossa página de vagas para desenvolvedores e colocar em prática as dicas do Gabriel Schade agora mesmo! 😉

Compartilhar
You May Also Like